Beatriz Catão Cruz Santos

Beatriz Catão Cruz Santos

Professora Adjunta de História Moderna.
Doutora em História pela Universidade Federal Fluminense (2000).

http://lattes.cnpq.br/9235997733221109

biacatao@gmail.com

 

LINHAS DE PESQUISA

  • Sociedade e Cultura;
  • Sociedade e Política.

 

TEMAS DE ORIENTAÇÃO

  • Práticas religiosas e sociais no mundo colonial português (séculos XVI-XVIII);
  • Festas, cerimônias e rituais (séculos XVI-XVIII);
  • Oficiais mecânicos, Igreja Católica e monarquia portuguesa (séculos XVI-XVIII);
  • Culto dos santos na época moderna.

 

PESQUISAS EM DESENVOLVIMENTO

  • Os artífices e as festas. Corpus Christi em Lisboa, Porto e Rio de Janeiro no século XVIII.

 

PRINCIPAIS TRABALHOS PUBLICADOS

  • SANTOS, Beatriz Catão Cruz. Portuguese Villancicos and Festivities in the Seventeenth and Eighteenth Centuries. Portuguese Studies, v. 33, p. 141-158, 2017.
  • SANTOS, Beatriz Catão Cruz. As procissões do Rio de Janeiro no século XVIII: calendário e vida social. In: Suely Campos Franco; Ida Alves; Eduardo da Cruz. (Org.). 450 anos de portugueses no Rio de Janeiro. 1ed. Rio de Janeiro: Oficina Rachel, 2017, v. 1, p. 69-90.
  • SANTOS, Beatriz Catão Cruz. A procissão de Corpus Christi no império português: discursos sobre as “faltas” e o tempo (século XVIII). In: Jacqueline Hermann e William Martins. (Org.). Poderes do Sagrado: Europa Católica, América ibérica, África e Oriente portugueses (séculos XVI-XVIII). 1aed. Rio de Janeiro: Multifoco, 2016, v. 1, p. 247-270.
  • SANTOS, Beatriz Catão Cruz. E-236 Pastorais e Editais. 1742-1838. Um códice sobre rituais no Arquivo da Cúria Metropolitana do Rio de Janeiro. Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, v. 472, p. 273-316, 2016.
  • SANTOS, Beatriz Catão Cruz. O Corpo de Deus na América; a festa de corpus christi nas cidades da América portuguesa. 1a.. ed. São Paulo: Annablume, 2005. v. 1. 196p.

 

LABORATÓRIO AO QUAL SE VINCULA

Laboratório de Estudos sobre Poder, Religião e Religiosidade no mundo Ibero-Americano – SACRALIDADES.