Edital de Seleção de Mestrado 2018

Edital de Seleção de Mestrado 2018

O Coordenador do Programa de Pós-Graduação em História Social do Instituto de História da Universidade Federal do Rio de Janeiro, no uso de suas atribuições, torna público, para conhecimento dos interessados, que se encontram abertas as inscrições para o exame de seleção para ingresso no Curso de Mestrado em História Social, a partir do dia 20 de setembro ao dia 23 de outubro de 2017, exclusivamente por via de inscrição eletrônica, acessível no endereço eletrônico https://www.ppghis.historia.ufrj.br/ingresso/inscricoes2018/, de acordo com as seguintes disposições:

 

I – VAGAS:

O número máximo de vagas é 30 (trinta), não havendo nenhum comprometimento, por parte do Programa, com o preenchimento total das vagas, nem com a concessão de bolsas.

 

II – REQUISITOS PARA INSCRIÇÃO:

1)      Ser graduado em História ou em área afim em curso superior credenciado e reconhecido pelo Ministério da Educação;

2)      Preencher a ficha de inscrição, anexando cópias digitais dos documentos requeridos na mesma, a saber:

  • Fotografia atualizada do candidato;
  • Carteira de identidade;
  • Diploma de graduação ou certificado de concluinte;
  • Histórico escolar relativo à formação acadêmica nos níveis de graduação;

3)      Incluir, na ficha de inscrição, o endereço eletrônico para o curriculum vitae Lattes atualizado;

4)      Indicar, na ficha de inscrição, entre o inglês e o francês, a língua estrangeira de sua escolha da qual fará a prova específica;

5)      Projeto de Pesquisa que pretende desenvolver no Curso de Mestrado em História Social, tendo em vista o prazo máximo para conclusão de 2 (dois) anos, adequado aos temas de orientação dos professores do Programa (ver Anexo I, “Temas de Orientação dos Professores do PPGHIS”, parte integrante deste Edital). O projeto deverá ser digitado em espaço entrelinhas 1,5; fonte Times New Roman, corpo 12; papel formato A4; margens de 2,5cm; não deverá ultrapassar 10 (dez) páginas de texto (contando com as referências bibliográficas), e deverá estar em formato PDF. O título do arquivo deve incluir o nome do candidato, da seguinte forma: “NOME_projeto”. O Projeto de Pesquisa deve observar as recomendações constantes do “Roteiro para Elaboração de Projeto de Pesquisa” (ver Anexo II, parte integrante deste Edital);

6)      A não observância destas regras implicará a não homologação da inscrição. É reponsabilidade do candidato que estes documentos estejam em arquivos tipo PDF ou JPEG/JPG, como for apropriado, de até 5 Mb.

 

III – EXAME DE SELEÇÃO:

1)      Prova escrita, sem consulta, com duração de 4 (quatro) horas. Os candidatos que não atingirem a nota mínima 7,0 (sete) serão eliminados. Da prova não deve constar qualquer elemento que permita a identificação do candidato;

2)      Prova oral de arguição do Projeto de Pesquisa e do Curriculum Vitae com os candidatos aprovados na etapa anterior. Os candidatos que não atingirem a nota mínima 7,0 (sete) serão eliminados;

3)      Prova de competência em leitura de uma língua estrangeira, constituída de tradução de um texto, nos termos do item sete (07) do tópico II. O candidato poderá consultar dicionário da língua escolhida, sendo vetado o uso de dicionário com tradução para o português. A prova de língua estrangeira não será eliminatória, podendo ser refeita após seis meses de ingresso no Programa em data a ser posteriormente determinada, mas o candidato não terá direito a bolsa no primeiro ano do curso. O candidato que não for aprovado nessa segunda prova será desligado do programa. Será exigida a nota mínima 7,0 (sete). Serão aceitos certificados ou diplomas de último nível de cursos de línguas estrangeiras, oficialmente reconhecidos pelas autoridades competentes. Neste caso, deverá ser assinalada, na ficha de inscrição, a solicitação de dispensa, devendo o candidato anexar aos documentos exigidos para a inscrição a cópia digital do comprovante que fundamenta sua solicitação.

4)      As notas não serão divulgadas até o final do processo de seleção.

5)      Sobre o sistema de cotas para negros, indígenas e/ou pessoas com deficiência física:

5.1)         O candidato optante pelas cotas para negros, indígenas e/ou pessoa com deficiência física deverá assinalar a declaração apropriada na ficha de inscrição eletrônica.

5.2)         Além das vagas abertas no processo seletivo, serão acrescidos outros 20% destinados às vagas de cotas.

5.3)         A nota mínima para os candidatos optantes pelas cotas para negros, indígenas e/ou pessoa com deficiência física será 6,0 (seis) nas etapas da prova escrita e na arguição do Projeto de Pesquisa e do Curriculum Vitae.

5.4)         Em relação às cotas, os casos omissos serão encaminhados pela Comissão de Seleção e Avaliação ao Colegiado do Programa de Pós-Graduação em História Social.

 

IV – BIBLIOGRAFIA PARA A PROVA ESCRITA:

DAVIS, Natalie Zemon. Ajuda aos pobres, humanismo e heresia, Razões de desgoverno, Ritos de violência. In: Culturas do Povo. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 1990 (p. 23-61; 87-106; 129-156).

FLORENTINO, Manolo. Em costas negras. São Paulo: Editora da Unesp, 2014.

GILROY, Paul. O Atlântico negro. São Paulo: Editora 34, 2012.

GINZBURG, Carlo. O queijo e os vermes. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Visão do paraíso. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

LACAPRA, Dominick. Escribir la historia, escribir el trauma, Trauma, ausencia, pérdida. In: Escribir la historia, escribir el trauma. Buenos Aires: Ediciones Nueva Visión, 2005 (p. 27-103).

LEVI, Primo. Os afogados e os sobreviventes. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.

 

V – RESULTADOS:

1)      Serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem como média final grau 7,0 (sete) ou superior. A média final resultará das seguintes ponderações: prova escrita, peso 6,0 (seis); projeto de pesquisa + prova oral (entrevista), peso 4,0 (quatro). A nota da prova de língua estrangeira não será considerada para o cômputo da média final.

2)      Em relação aos candidatos optantes pelo sistema de cotas, serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem como media final grau 6,0 (seis) ou superior.

3)      Caso necessário, serão utilizados os seguintes critérios de desempate: a) maior nota na prova escrita; b) maior idade.

OBSERVAÇÃO

Os pedidos de vistas e revisão de provas deverão ser encaminhados ao PPGHIS nos dois dias úteis que se seguirem à divulgação oficial dos resultados de cada etapa.

 

VI – CALENDÁRIO DO EXAME DE SELEÇÃO

  1.  Período de inscrição: 15 de setembro a 23 de outubro de 2017.
  2.   Divulgação da relação de candidatos cujas inscrições tenham sido homologadas: 25 de outubro de 2017, às 14 horas.
  3.   Prova escrita: 30 de outubro de 2017, às 9hs30min.
  4.   Divulgação dos nomes dos aprovados na prova escrita: 7 de novembro de 2017, às 17hs.
  5.   Provas orais: entre 21 e 23 de novembro de 2017, a partir das 9:30hs, por ordem alfabética.
  6.   Divulgação dos candidatos aprovados no projeto e na prova oral e aptos a prosseguirem para a próxima etapa: 24 de novembro de 2017, às 18hs.
  7.   Prova de língua estrangeira: 29 de novembro de 2017, às 9hs30min.

 

VI – DISPOSIÇÕES GERAIS

Os casos omissos neste Edital serão resolvidos pela Comissão de Seleção.

VII – COMISSÃO DE SELEÇÃO

 

Integrantes Titulares

  1. Felipe Charbel (presidente)
  2. Monica Grin
  3. Beatriz Catão
  4. Henrique Buarque de Gusmão
  5. Maria Beatriz de Mello e Souza

 

Integrantes Suplentes

  1. Manolo Florentino
  2. Claudio Costa Pinheiro

 

 

Rio de Janeiro, 24 de agosto de 2017.

 

Ana Beatriz Pinheiro
Sandra Helena Ribeiro Santos

Secretaria do PPGHIS

 

 

Marcos Luiz Bretas
Lise Fernanda Sedrez

Coordenação do PPGHIS

 

Norma Côrtes

Diretora do Instituto de História
(Baixe aqui o  Edital MESTRADO 2018 na íntegra, com anexos).