Seminário de Pesquisa Sociedade e Economia

Prof. Dr. João Fragoso
Dia/Horário: Sextas-feiras/ 10h-13h
Sala: Afonso

EMENTA:
O curso tem por objetivo apresentar teorias, métodos, técnicas e fontes que contribuam para o estudo da história econômica das sociedades e, quem sabe, ajudem à construção de teorias para a sua explicação. Isso especialmente para as sociedades da Época moderna (séculos XV ao XVIII). Para tanto, o curso está dividido em três módulos. No primeiro são dados autores (entre eles K. Marx, A. Chayanov, Polanyi e F. Braudel) que discutem ferramentas teóricas para o entendimento das economias daquela época: modelos econômicos, economia mundo, empresa e cálculo econômico, economia como relação social, mercadorias e mercado, economia e cultura etc. O segundo módulo tem por eixo os métodos, técnicas e fontes. Nele, serão estudados os procedimentos de investigação propostos pela história serial (autores da terceira geração dos Annales como E. Labrousse, P. Goubert, I. Le Roy Ladurie e P. Vilar) e pela microanálise italiana. O último módulo consiste na leitura de monografias (dissertações mestrado e teses de doutorado) com o intuito de perceber e discutir os procedimentos de pesquisa (conceitos teóricos, métodos e fontes) empregados em sua construção.

Programa (provisório):
Módulo 1- Conceitos e procedimentos teóricos para as economias da época moderna
1 o . e 2 o . aula: MARX, K. Introdução à crítica da economia política, in: Contribuição para a Crítica da economia política, Lisboa: Editoria Estampa, 1975, pp. 211 – 241;
KULA, W Teoria Econômica do Sistema Feudal, Lisboa: Editora
Presença, 1979. Capítulos I, II, III, VI e VII
3 o . e 4 o . aula: BRAUDEL, F. Civilização material, economia e capitalismo – séc. XV- XVIII: Os Jogos das Trocas, tomo II pp 16 à 37; O Tempo do Mundo, tomo IV. 1985;
TOMICH, Dale W. Pelo prisma da escravidão. São Paulo: Edusp. 2011;
SUBRAHMANYAM, S. Connected Histories: Notes towards a Reconfiguration of Early Modern Eurasia, in: Modern Asian Studies 31,3 (1997), pp. 735 -762
5 o . 6 o . e 7 o aula: MAUSS, Marcel. Ensaio sobre a dádiva, in: Sociologia e
Antropologia. São Paulo: Cosacnaif; POLANYI, A subsistência do homem e ensaios correlatos. São Paulo: Contraponto; CHAYANOV, Alexander V. Sobre a teoria dos sistemas econômicas não capitalistas. In: SILVA, José Graziano da & STOLCKE, Verena. A Questão Agrária. São Paulo: Brasiliense, 1981.

Módulo 2 – História serial e microanálise: métodos, técnicas e fontes 8o. e 9o. aulas: GOUBERT, P., Cent Mille Provinciaux au XVII siecle – Beauvais et le Beauvaisis de 1600 a 1730, Paris: Flamarion, 1968; DAUMARD, Adeline. Les
Bourgeois de Paris au XIXe. Siécle. Paris: Famarion, 1970 (especialmente a primeira parte); Técnicas quantitativas.
10 o . e 11 o . aulas: ELIAS, N. Introdução à sociologia. Capítulos 3, 4 e 5;
GINZBURG, C., O nome e o como, in: A micro-História e outros ensaios , Lisboa, Difel, 1991
11 o .: – LEVI, Giovanni. Centro e Periferia di uno Stato Assoluto. Turin: Rosemberg & Seller, 1985; GRENDI, Edoardo, Microanalise e História Social, In: OLIVEIRA, Mônica Ribeiro & ALMEIDA, Carla Maria Carvalho. Exercícios de micro-história. Rio de Janeiro: ed. FGV, 2009;

3- Dissertações e teses)
13 o . aula: OLIVEIRA, Victor Luiz Alvares Oliveira. Retratos de Família: sucessão, terras e ilegitimidade entre a nobreza da terra de Jacarepaguá, séculos XVI – XVIII.Dissertação (Mestrado em História Social) – Universidade Federal do Rio de
KRAUSE, Thiago Nascimento; A Formação de uma Nobreza Ultramarina: Coroa e elites locais na Bahia seiscentista, Rio de Janeiro: PPGHIS – UFRJ, 2015 (tese de doutorado inédita)
14 o . aula: VARGAS, Jonas. Pelas Margens do Atlântico: um estudo das elites locais e regionais na economia e política: charqueadores de Pelotas – RGS (século XIX). Tese (Doutorado em História Social) – Universidade Federal do Rio de Janeiro;
FRAGOSO, João. Na periferia de uma praça escravista: comunidades de pequenos lavradores escravistas em engenhos de açúcar – Rio de Janeiro, século XVIII. (texto inédito)